Página Inicial  
 
Fale Conosco   Instagram Twitter Facebook Flickr You Tube RSS Feed   Holerite Consultar Informe de Rendimentos Consulta Empréstimo Consignado Webmail
 
   
Quarta-feira, 24 de agosto de 2011

ÁREA RURAL – Produção comprova o potencial da Cidade para agricultura, que está concentrada na Microbacia do Rio Branco

Criação de búfalos e agricultura ajudam no crescimento da economia de Itanhaém

Por Secretaria de Governo / Departamento de Comunicação Social

comunicacao@itanhaem.sp.gov.br
Imprimir   Imprimir
 
Produção comprova o potencial da Cidade para agricultura, que está
concentrada na Microbacia do Rio Branco
 

Quem pensa que Itanhaém é somente uma cidade litorânea está totalmente enganado. A Cidade tem muitos atrativos além dos 26 quilômetros de praias, pois a agricultura também está presente no Município. Há diversas plantações de produtos variados em toda a área rural da Cidade, além da criação de búfalos.

A caminho da Microbacia do Rio Branco, onde está concentrada a maior parte da agricultura, é possível se deparar com pés de banana e palmito, mas também há o plantio de maracujá, batata-doce, chuchu, berinjela, tomate-cereja, além da horticultura, como alface e couve.

De acordo com Odil Cocozza Vasquez Junior, responsável pelo Departamento Municipal de Agricultura e Pesca, a agricultura mais presente em Itanhaém é a do palmito pupunha e banana. A Prefeitura incentiva muito esta área. “Nós buscamos na agricultura uma visão de mercado para que ela seja sustentável, pois as famílias podem plantar e depois ter para quem vender o produto. Isso contribui para a renda familiar deles”.

Odil Junior se refere à Feira da Agricultura Familiar, que acontece todos os sábados no estacionamento do Paço Municipal, na qual os agricultores familiares vendem o que produzem. “A Feira serve como inserção social. Muitos restaurantes da Cidade compram a produção, auxiliando na elevação da economia do Município”.

No caso do palmito pupunha, ele explica que o plantio foi uma alternativa à produção do juçara, pois este só pode ser extraído de sete em sete anos. “Ele hoje tira o espaço do juçara. O Departamento fez uma pesquisa e concluiu que 95% dos restaurantes de comida por quilo do Município só trabalham com o pupunha, porque ele é mais barato, além de contribuir com o meio ambiente”.

Um dos agricultores desta área é Maximino Gonçalves Jesus, que reside há 42 anos em Itanhaém. Ele começou há quatro anos, após várias outras tentativas de plantio de outros produtos. Hoje trabalha com mais quatro pessoas da família e tem uma área de 4,6 hectares. A plantação fornece 10 mil quilos do produto por ano.

Sobre a distribuição, ele explica que vende na Feira do Agricultor e para a Prefeitura, através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), uma parceria entre a Prefeitura e o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. No programa, o agricultor familiar recebe pelos produtos vendidos, os quais são distribuídos para famílias que estão em situação de insegurança alimentar, e entidades assistenciais, através do Banco de Alimentos existente no Município. Os produtos também são utilizados na merenda escolar.

Para ele, quem tiver a intenção de iniciar na agricultura, o palmito é uma ótima dica. “Eu recomendo o cultivo porque é muito rentável. Vendo minha produção também para várias cidades. Tenho compradores do Guarujá e Mogi das Cruzes”.

ANIMAIS – A criação de búfalos também está presente em Itanhaém. O engenheiro agrônomo Odil Vasquez, criador desde 1971, atualmente tem 100 animais que produzem leite, matéria-prima para a produção de queijos mussarela de búfala e ricota. “É um animal que se adapta muito bem ao clima da região”, explica.

De acordo com Vasquez, que tem 13 funcionários o auxiliando desde a administração da fazenda até a preparação dos derivados, por mês são fabricados aproximadamente 1.000 kg de queijo, que são vendidos para os supermercados do Município e também para a população que compra diretamente de sua produção.

Para o criador, que também é presidente da Associação dos Produtores Rurais de Itanhaém, a ajuda da Prefeitura nos últimos anos contribuiu bastante para o crescimento da área agrícola na Cidade. “O Governo Municipal deu uma oportunidade para a agricultura aparecer. Como Itanhaém é uma cidade litorânea, antes não havia este espaço, não pensavam que a área rural também poderia ser aproveitada”.

Vasquez diz ainda que a ajuda também vem do Governo Federal. A associação já recebeu vários maquinários. O mais recente foi a entrega, em janeiro deste ano, de uma retroescavadeira. 

Quanto à vida na Zona Rural, o criador diz que não há local melhor para se viver. “Moro em Santos, mas só vou para lá aos finais de semana. Fico aqui de segunda a sexta-feira. É uma qualidade de vida bem diferenciada, sem buzinas de carros ou sons da cidade, além de termos segurança. Morar aqui é um paraíso”, enfatiza.

Para o prefeito João Carlos Forssell, a agricultura em Itanhaém mostra que o investimento da Prefeitura e a parceria com o Governo Federal estão dando resultados. “Hoje a nossa merenda escolar inclui itens que são produzidos aqui mesmo no Município. Isso já é uma prova de que incentivamos e ajudamos a produção rural. E a Feira aos sábados serve para auxiliar ainda mais na renda das famílias dos agricultores”.

   
 
 
   
   
 
 
   
  Boletim Oficial
Boletim Oficial do Município
Baixar Wallpaper
Newsletter
 
 
Município     Educação     Serviços     Turismo     Concursos e Editais     Portais
Prefeitura Municipal de Itanhaém
Instagram Twitter   Facebook Flickr You Tube RSS Feed  
Avenida Washington Luiz, 75 - Centro - CEP 11740-000
Telefone: (13) 3421-1600
E-mail: comunicacao@itanhaem.sp.gov.br
Desenvolvido pela Secretaria de Comunicação Social